Saiba como cuidar de uma insolação e desidratação do corpo

O verão não traz à tona apenas os cuidados redobrados para proteger a pele dos raios solares e mantê-la hidratada e bonita. É nessa época que também aumenta a incidência de problemas sérios de saúde como a insolação e desidratação.

Muito mais comuns do que você imagina, elas costumam aparecer, principalmente, em destinos turísticos populares da estação. Afinal, é normal as pessoas passarem o dia inteiro na praia ou expostas ao sol para aproveitarem ao máximo as férias.

A insolação é causada pela exposição intensa ao sol ou ao calor. Ou seja, você pode ficar com a doença até naqueles dias em que o sol não dá as caras, mas o mormaço está forte. Entre os principais sintomas da insolação estão o mal-estar, a sonolência, a dor de cabeça e, até mesmo, a confusão mental.

Já a desidratação acontece quando o corpo perde água e sais minerais acima do considerado normal pelo organismo. Os seus sintomas são o cansaço, a dor de cabeça, a tontura, queda de pressão e alterações na frequência cardíaca.

A insolação e a desidratação são condições graves e, por isso, precisam de tratamento imediato. Se você sentir os sintomas ou estiver próximo a uma pessoa com insolação, procure um ambiente fresco e com sombra rapidamente. Se a pessoa estiver consciente, é importante que ela beba bastante água e o seu corpo seja resfriado.

Em caso de sintomas mais graves, como perda de consciência ou vômitos, é importante ir para o hospital com urgência. Especialmente em crianças e idosos, a insolação é considerada como um acidente grave.

Você também pode evitar que aconteçam as doenças bebendo muita água, passando sempre protetor solar, usando roupas leves e acessórios que te protegem do sol como chapéus e óculos escuros, além de evitar exercícios pesados no sol quente. Procure sempre se cuidar bem!